Lifestyle

O que você aprendeu em 2016?

By on janeiro 6, 2017

A finalidade desse post não é fazer uma retrospectiva. Todo mundo lembra perfeitamente bem de 2016, muito obrigada. No entanto, antes do momento Let It Go e das promessas para esse ano, faça uma mini-retrospectiva pessoal: seja com seus erros ou com os de outros, o que você aprendeu no ano passado? Mudou muito ou só um pouquinho? Como ser um(a) nova você, melhor, nesse ano? E a clássica: quais foram as promessas não-cumpridas? 

       Eis a minha resposta: o que yo aprendi durante o ano que finalmente acabou.

1) Pare de tentar controlar tudo.
Se você for como eu, gosta que tudo corra EXATAMENTE como o planejado e de surpresas que sejam cenas extras e não reviravoltas no enredo, mas não é assim que a banda toca e seria BEM sem-graça se fosse. Algumas reviravoltas são MUITO mais favoráveis do que a ideia original.

not-expect-new-girl
Por essa eu não esperava. (weheartit.com)

2) As coisas não acontecem só porque você quer.
Exceções à parte, mas a ÚNICA coisa que cai do céu é água. Se você quiser uma coisa, faça tudo o que tem de fazer para consegui-la. Sonho não paga as contas, trabalho duro sim. Além disso, tem coisas que você não pode mudar nem com reza braba, ou seja…

dont-care-how-want-now
Não importa como. Quero agora! (tumblr.com/tagged/julie-dawn-cole)

3) Não chore pelo leite derramado.
(i.e. se você e o crush não derem certo, em vez de sacrificar sua dignidade pra Adele, crie uma conta no Tinder) O que passou, passou. Em vez de perder tempo se lamentando pelo que já deu errado, tire de letra o que ainda pode dar certo. 

leo-dicaprio-romeo
Desafio-vos, estrelas! (dailyedge.ie)

4) Roma não foi construída em 1 dia.
Se vocês leram a tragicomédia do nascimento do LuaPost, sabem do que tô falando. Se não.. você não precisa realizar TODOS os seus sonhos nesse ano. Por exemplo, supondo que você queira estudar no exterior mas não tenha dinheiro o suficiente no momento, é melhor esperar e fazer uma pós ou acabar a graduação envidada até o último fio de cabelo?

Antes de se perguntar o que o ano passado foi para você, pergunte-se: o que você foi para o ano passado? http://wp.me/p5PoBH-1Kg
“E agora esperamos?”  “E agora esperamos.” (gemini-dragon-gifs.tumblr.com)

5) Além do mais, você não é obrigada.
Meu bem, você não precisa ser médica, engenheira ou advogada se você quiser fazer BI de artes. Você não precisa ser a melhor, se encaixar nos padrões de beleza, seguir o script namorar-casar-fazer-bebês, gostar disso ou daquilo… seja você mesma e seja feliz.

Antes de se perguntar o que o ano passado foi para você, pergunte-se: o que você foi para o ano passado? http://wp.me/p5PoBH-1Kg
(reactiongifs.com)

6) Seja, no mínimo, educada.
Você não é obrigada a gostar de todo mundo (se pá, isso é impossível), mas ser grosseira vai te fechar muitíssimas portas. Você não vai conseguir evitar todas as pessoas das quais você desgosta, e, algumas delas serão colegas do trabalho ou de classe, mozões dos amigos, chefes ou professores, então tenha inteligência emocional. Além disso, nunca se esqueça: gentileza abre muitíssimas portas. 

Antes de se perguntar o que o ano passado foi para você, pergunte-se: o que você foi para o ano passado? http://wp.me/p5PoBH-1Kg
(vomzi.com)

7) Nunca diga nunca (ou quase.) 
Meu bem, você não sabe o dia de amanhã. O mundo dá voltas e, nem sempre, você vai tar por cima. Em 2016, 60% das minhas certezas sobre o futuro desabaram como um castelinho de cartas. Trate todo mundo como ser humano e não menospreze ninguém. E esteja aberta ao novo, sempre.

no-way-jose
De jeito nenhum! (gurl.com)

8) O tempo passa mais rápido do que você imagina.
Não procrastine, não deixe nada pra última hora, não adie a sua felicidade ou os seus sonhos para o ano que vem, não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje… “tarde demais”, infelizmente, é raro mais existe.

Antes de se perguntar o que o ano passado foi para você, pergunte-se: o que você foi para o ano passado? http://wp.me/p5PoBH-1Kg
(x)

9) O que você é e o que você tem são suficientes.
NUNCA atribua seu valor como ser humano e profissional a fatores externos (a outra pessoa, a onde você fez faculdade, a o que dizem por aí sobre você), então nunca atribua seu sucesso ou sua felicidade a eles também. Portanto, seja agradecida a quem você é e ao que você tem. Considerando tudo que aconteceu em 2016, podia ser muito pior…

Antes de se perguntar o que o ano passado foi para você, pergunte-se: o que você foi para o ano passado? http://wp.me/p5PoBH-1Kg
Você é suficiente(wifflegif.com)

10) Nada de autosabotagem.
O medo de falhar/acabar não é, nem de longe, um bom motivo para não começar. Você supera um término ou um fracasso, pode até demorar, mas o que PODERIA ter acontecido vai te assombrar por muito mais tempo. Então, pare de ser trouxa e dê um chute na bunda do medo.

Antes de se perguntar o que o ano passado foi para você, pergunte-se: o que você foi para o ano passado? http://wp.me/p5PoBH-1Kg
Você consegue, man. (thirstt.com)

11) Saia da sua zona de conforto.

Pode ser que você, de fato, esteja confortável, pode ser que não e você só esteja com medo. Seja lá qual for o seu caso, faça algo novo todo santo dia e não resista a ser tirado da sua zona de conforto (só vai tornar o inevitável mais incômodo.) 

Antes de se perguntar o que o ano passado foi para você, pergunte-se: o que você foi para o ano passado? http://wp.me/p5PoBH-1Kg
Essa é a sua zona de conforto(yourtango.com)

Um felicissímo ano novo para vocês, queridos! Voltem sempre. E pra você, 2016 foi mais tragédia ou comédia? Já fez suas reflexões? 

*Imagem em destaque do StockSnap.io

Continue Reading