Dicas de Estudo

Argumentos para a redação: Onde vivem? De que se alimentam?

By on setembro 16, 2016

Senhoritas e senhoritos. Vocês podem escrever um texto orto e gramaticalmente im-pe-cá-vel, mas NADA nessa vida vai salvá-los se vocês não tiverem ARGUMENTOS. Agora, assim, né, não é para largar qualquer migué e ver se cola… na verdade, depois de lerem esse post stalkearem os temas (tão eficientemente quanto se stalkeia um crush), vocês vão, em vez de remediarem, previnirem-se. 

      Mas COMOOK, existem aqueles temas – os que vieram do nada ou os totalmente subjetivos que tem o mesmo efeito psicológico da prova de exatas do ITA (don’t worryaté esses tem jeito.) Felizmente, a maioria faz parte do nosso cotidiano, indireta ou diretamente, então os argumentos estão por aí, esperando por vocês. 

sometimes-start-sentence
Ás vezes começo uma frase e nem sei para onde ela está indo. Só espero achá-la no caminho. (weknowmemes.com)
  1. Nas aulas.

Se você tem aulas temáticas de redação, aproveite o máximo possível, até porque mesmo que o tema que seu(ua) professor(a) escolheu não caia no vestibular, existe aquela chancezinha significativa de ele (o tema, não seu prófi) cair na sua prova da escola ou ser tratado em uma questão de outra disciplina. 

Os possíveis temas de redação te deixam sem palavras? Não se preocupe. Ainda falta um tempinho para a maioria dos vestibulares.
(tumblr.com)

2. Em palestras.

Palestra? Tá doida, mulher? Preciso estudar! Sim, de fato, é verdade. Contudo, entretanto, todavia, mesmo acumulando um pouquinho pro fim de semana, você vai ganhar conhecimento sobre determinado tema partindo de um especialista, você vai ter a oportunidade de tirar suas dúvidas ou compartilhar reflexões. O conteúdo formal, benzinho, todo mundo sabe (saber é uma palavra forte, mas o que vale é a intenção, né?), mas só algumas pessoinhas foram para a palestra. 

lecture.gif
(emilytalmage.com)

3. Em artigos de opinião.

A gente aprende praticando, mas a gente também aprende assistindo a outros praticarem. Leia um montão de artigos de opinião (por exemplo, em revistas ou em jornais), não necessariamente sobre um tema de redação. Quando você ler, preste atenção no que te leva a concordar (ou discordar. Dica bônus: leia opiniões contrárias à sua também) do articulista, seja o argumento em si ou como o argumento foi apresentado/construído. 

maggie-smith-harry-potter-newspaper.gif
(harrypotter.wikia.com)

4. Em textos não-argumentativos.

O gênero mais comum cobrado em vestibulares é a dissertação-argumentativa, logo um texto simplesmente expositivo pega mal. Mesmo assim, artigos científicos  e outros textos não-argumentativos (leis, por exemplo) são bastante úteis para te dar as informações que vocês precisam para construir seus argumentos, só tenha cuidado com a fonte.  

reading-library.gif
(booksandchardonnay.com)

5. Em filmes, em livros ou em seriados.

Além de filmes/livros/seriados serem uma fonte de citações, você pode pensar em um argumento (concordante ou discordante) ou em uma proposta de intervenção para uma determinada situação ao testemunhá-la (Dica bônus: se você, por acaso, mudar de ideia, saiba direitinho como o(a) autor(a) provocou isso.) Por exemplo, dá ou não dá para refletir um bocadinho sobre o combate ao tráfico de drogas assistindo Tropa de Elite? Ou sobre um montão de coisas lendo 1984? Mas, assim, gente, foquem mais no argumento do que no filme/livro/seriado em si. O que vale é a sua reflexão sobre a obra, não a do(a) criador(a) dela. Além disso, vai que o(a) corretor(a) nunca ouviu falar da obra.

watching-popcorn-tina-fey-amy-poehler.gif
(persquare.com.ph)

6. Na música ou na poesia.

Na verdade, na verdade mesmo, é bem complicadinho (margem de erro do impossível) usar uma poesia/música para sustentar um argumento, mais por causa da tamanha subjetividade da maioria do que por artigos científicos terem mais a ensinar (questionável). O que você pode fazer é usar trechos de música/poesia para dar um tchan na sua redação, para introduzir ou concluir um argumento, para dar fluidez ao texto ou para trazer o ponto de vista de outra pessoa sobre o tema. 

ferris-bueller-day-off-singing.gif
(totalfilm.tumblr.com)

7. Na sua experiência de vida.

É mais ou menos o mesmo que você pode fazer com filmes/livros/seriados. Você já teve contato com algum ou algo relacionado a um possível tema de redação, ou isso já passou, assim como quem não quer nada, pela sua cabeça? Pense com (a) cuidado (b) carinho (c de certo) as duas anteriores .

whats-deal-my-life
Qual é o problema da minha vida?! (thementaliz.tumblr.com)

8. Nas de outras pessoas.

Debata com outras pessoas, as mais diferentes entre si possíveis, sobre diversos temas de redação. O que elas pensam sobre isso? Elas pensam o mesmo que você? Se não, por quê? Se sim, é pelo mesmo motivo que você ou elas pensaram algo diferente? Não necessariamente acredite em tudo que ouve, mas, quanto mais opiniões diferentes você escutar e mais conhecimento você tiver na manga, mais improvável de seu argumento cair no senso comum ou ser superficial.

talking-dylan-obrien.gif
(lovethisgif.com)

 

10. Ou junte mais de uma disciplina.

Qualquer uma. Isso mesmo, não apenas as ciências humanas. Isso é especialmente útil em temas ambientais (exemplo: agrotóxicos) ou relacionados à saúde pública (exemplo: a zika), e até em temas filosóficos (usei a teoria de seleção natural de Darwin em uma redação sobre a necessidade de os seres humanos se renovarem).

experiment-big-hero
(knowyourmeme.com)

Vocês têm dificuldade de argumentar nas suas redações? De onde vêm seus argumentos? Se esse post te deu uma ajudinha, curta e compartilhe 🙂 

*Imagem do StockSnap.io

Continue Reading

Dicas de Estudo

Deixei tudo pra última hora! E agora?

By on julho 2, 2016

Avemariasocorrroeagorameajudacabôminhavida… todo mundo (talvez com uma margenzinha de erro) já passou por isso. Eu já, mais vezes do que gostaria de admitir, nem sempre por falta de tempo (na verdade, nunca. Procrastinação, mesmo.) Felizmente, it ain’t over ‘till it’s over (tradução: não acabou até acabar.) Então…

Pare um pouquinho e dê aquela respirada.

Bate um pânico quando a gente vê, metaforicamente (ou não), aquele montão de coisas para fazer e nem sabe por onde começar. Esse pânico vai acabar com a chancezinha que você ainda tem de fazer o que deve ser feito. Então, sente um pouquinho, assista um episódio de algum seriado, faça um lanche… acalme-se.

Veja o que fazer quando você tiver deixado tudo para última hora e não saiba nem por onde começar. Imagem do Google.
Ah, pera aê. Pera aê. Não vamos dar a doida aqui. giphy.com

Faça uma listinha de tudo que você tem que fazer.

Não, não é perda de tempo. É pra você não se perder. Anote (só não pode ser mentalmente) tudinho que você tem que fazer. Não deixe nada de lado agora, inclua até as coisas menos importantes ou que podem esperar.

Veja o que fazer quando você tiver deixado tudo para última hora e não saiba nem por onde começar. Imagem do Google. Ah, vamo lá. Vamo lá. Não vamos dar a doida aqui. Imagem: tumblr.com
E agora? tumblr.com

O que é mais importante?

Mais importante = o que não pode de jeito nenhum esperar e o que você precisa fazer de qualquer jeito. Destaque essas tarefas na sua lista, grifando ou acrescentando um asterisco ou escrevendo “IMPORTANTE”, faça do seu jeito. Dessas, quais as menos ou mais importantes? Se possível,  faça-as em ordem decrescente de importância.

Veja o que fazer quando você tiver deixado tudo para última hora e não saiba nem por onde começar. Imagem do Google. Ah, vamo lá. Vamo lá. Não vamos dar a doida aqui. Imagem: pinterest.com
Alerta vermelho! pinterest.com

O que pode esperar? 

Se uma das milhões de coisas na sua to-do list (tradução: lista de coisas a fazer) não precise ser feita nem começada hoje, talvez seja melhor você deixar pra amanhã ou depoisTalvez porque, se for uma tarefa longa, é melhor começar o quanto antes. Mas, se a tarefa não for urgente, deixe pra fazê-las apenas quando já tiver acabado as outras. 

Veja o que fazer quando você tiver deixado tudo para última hora e não saiba nem por onde começar. Imagem do Google. Ah, vamo lá. Vamo lá. Não vamos dar a doida aqui. Imagem: gifhell.com
Sou paciente. Vou esperar. gifhell.com

Aceite que simplesmente é impossível fazer tudo.

Infelizmente é assim mesmo. O dia só tem 24 horas, you only live once (tradução: você só vive uma vez), etc. Então, certifique-se de que pelo menos as tarefas mais importantes foram feitas. 

Veja o que fazer quando você tiver deixado tudo para última hora e não saiba nem por onde começar. Imagem do Google. Ah, vamo lá. Vamo lá. Não vamos dar a doida aqui. Imagem: tumblr.com
Você vai ficar bem, parceiro. tumblr.com

Alguma coisa você já fez. 

No clássico A Prova é Amanhã e Eu Não Sei Nadamuito provavelmente não é tão ruim quanto parece. Alguma coisa você sabe, você estava presente nas aulas ou fez os deveres ou deu uma olhadinha no módulo só pra ele não ficar embalado até o fim do ano. O que você sabe? Ou pelo menos, o que você sabe mais? Vale mais saber direito uns dois assuntos (assunto, matéria é outra história) do que só ter uma ideiazinha bem vaga de cinco e errar as questões porque confundiu-os entre si. Estude primeiro o que você já sabe, mas, se você souber mesmo, passe adiante pro que você tá meio pra lá meio pra cá.

Veja o que fazer quando você tiver deixado tudo para última hora e não saiba nem por onde começar. Imagem do Google. Ah, vamo lá. Vamo lá. Não vamos dar a doida aqui. Imagem: gif-central.blogspot.com
Mas eu já fiz algo hoje! gif-central.blogspot.com

Faça bem feito para não ter de fazer mais de 1 vez.

Se você já não tem lá muito tempo, ter de fazer uma coisa 2 vezes definitivamente atrapalha. Então, mesmo que leve um pouquinho mais de tempo ou dê mais trabalho, faça direito. Vale muito mais a pena do que ter de repetir tudo de novo porque você mangueou da primeira vez.

Veja o que fazer quando você tiver deixado tudo para última hora e não saiba nem por onde começar. Imagem do Google. Ah, vamo lá. Vamo lá. Não vamos dar a doida aqui. Imagem: vomzi.com
Tô trabalhando! Tô trabalhando! vomzi.com

Durma, criatura. 

 Claro que cada um tem seu ritmo de estudo mas, assimsabe, de nada adianta você virar a noite estudando e fazer a prova morrendo de sono, e errar besteirinhas ou não se lembrar de nada (afinal, o sono ajuda a fixar o conhecimento). Então nada de dar a doida e passar a noite em claro ou tentar fazer um monte de coisa ao mesmo tempo.

Veja o que fazer quando você tiver deixado tudo para última hora e não saiba nem por onde começar. Imagem do Google. Ah, vamo lá. Vamo lá. Não vamos dar a doida aqui. Imagem: giphy.com
giphy.com

Como diz numa daquelas frases de Internet que ninguém sabe exatamente quem é o autor, comece onde você tá. Use o que você tem. Faça o que você pode. 

Veja o que fazer quando você tiver deixado tudo para última hora e não saiba nem por onde começar. Imagem do Google. Ah, vamo lá. Vamo lá. Não vamos dar a doida aqui. Imagem: weheartit.com
weheartit.com

E vocês? O que vocês fazem quando acabam deixando tudo pra última hora? Me contem. 

Se gostaram, não se esqueçam de curtir compartilhar *carinha sorridente* 

*Imagem do 

Continue Reading

Dicas de Estudo

15 dicas para você se organizar

By on fevereiro 21, 2016

Boa tarde, gente. Só me considero uns 40% organizada, mas, com o terceiro ano, estou em busca dos 60%.

     Hoje em dia, tempo não é só dinheiro, é tudoA gente tem, só não sabe usar direito. Eis então nossa resolução de pós-Carnaval: sair da bagunça.

     1. Planeje-se.

Eu sempre planejo minha semana (compromissos, tarefas, prazos, até idas ao shopping.) Você pode planejar só o seu dia (mas planejar requer tempo, então pode ser que não dê tempo) ou o mês todo. O ano inteiro eu, particurlarmente, acho arriscado. Datas importantes podem mudar, pode surgir outras coisas.

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.

   2. Faça.

É meio redundante, mas não custa nada falar. É um círculo vicioso: você não segue o planejamento, sente-se frustrada, e quer jogar tudo pra cima. Caso isso aconteça, não é o fim do mundo.  keep calm and carry on (“fique calmo e continue”.)

just-do-it.gif
Só faça! Sim, você pode.

 

    3. Mantenha uma checklist.

Não sei você, mas eu tenho uma memória um tanto… estranha. Não é pouca importância, só que sempre esqueço de dar recados ou da data de devolução do livro da biblioteca, mas lembro das letras de músicas que nem gosto e de todas as falas de certos filhotes meus. Manter uma checklist é perfeito porque você dá uma folga a seu cérebro e sempre tem lembretes. 

writing-list

     4. Libere DOIS tempos livres.

Separe uma horinha ou meia para resolver pendências (coisas que surgiram, ou que você não conseguiu fazer, ou até pra arrumar seu guarda-roupa ou passar a limpo anotações.) O outro é pra você passar tempo com sua família e/ou amigos, fuçar meme de signo no Facebook ou qualquer coisa que você goste.

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.
É tão difícil se importar quando você está relaxado assim. 

     5. Vá mais devagar. 

De nada adianta dormir duas horas por dia e trabalhar o tempo todo. Você pode conseguir um dia ou dois, mas no final das contas, vai perder mais um ou dois dias se recuperando fisicamente e psicologicamente.  Além do que não precisa. E nem compensa.

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.
Acalme-se

  6. Seja realista.

Também não adianta querer estudar uma semana de contéudo em uma hora (dica bônus: não deixe NADA pra última hora). Apenas planeje o que você tem plenas condições de fazer (isso vale pra TUDO, love incluso), se não vai cair naquele círculo vicioso.

tumblr_mul2wvG80V1r00g1wo1_500.gif
Fiquem na realidade.

7. Concentre-se.

Eu adoro fazer duas coisas ao mesmo tempo. Na minha cabeça, economizo tempo assim… #sóquenão. É muito melhor ter uma coisa feita direito do que duas feitas de qualquer jeito, ou que poderiam ser melhores se você tivesse concentrado seu foco e sua energia em uma coisa só. 

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.

8. Seja flexível

Você não precisa fazer exatamente de acordo com sua agenda. Não tem problema transferir uma tarefa pra outro dia, ou adiantar outra. Talvez você precise mudar, às vezes um pouquinho às vezes todo o esquema. Não fique na neura de “ai, meu Deus, será que estou fazendo tudo como deveria?” 

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.
“Mudar é bom.” “É, mas não é fácil.”

9. Limite seu tempo.

Use um crônometro ou um relógio (não recomendo nem o do computador nem o do celular. Evite tentações). Claro que às vezes o tempo não será suficiente (seja realista na hora de determiná-lo, faça-o porque uma simples arrumação de guarda-roupa pode levar a manhã inteira sem necessidade), mas continue treinando. Especialmente nós, futuros vestibulados. 

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.

10. Recompense a si mesma.

Para cada nota boa tirada ou dever de casa feito, ou até outra coisa que voê julgava difícil e chata, assista um episódio de sua série preferida, compre um Kit-Kat na cantina. Você fez por merecer.

winning

11. Motive-se.

Por que você precisa cumprir a tarefa e quais as consequências caso você não o fizer? Como isso vai te aproximar do que você quer? Mantenha as respostas dessas perguntas em mente. Cole foto da universidade que você quer no caderno, escreva metas e cole na parede onde você as veja todo dia ao acordar. Arregaçe as mangas e faça o que tem que fazer.

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.
Levante a cabeça, você é uma estrela!

12. Comece pela notícia ruim.

Pois bem, faça o que você menos quer fazer logo no começo, que é quando você está com mais gás. 

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.
Temos trabalho a fazer.

13. Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje.

Amores, NÃO PROCRASTINEM a menos que haja uma boa razão (e, mesmo assim, cada caso é um caso.) Só vai servir para acumular coisa pra fazer e te deixar perdido sem saber por onde começar.

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.
Hoooje não!

14. Saiba priorizar.

O que é mais importante? O que tem o prazo mais apertado? Faça primeiro. Se você tiver dez coisas pra fazer mas só possa fazer cinco, tem que ser as 5 mais importantes.

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.
Comida primeiro. Família depois.

15. Aceite toda a ajuda possível.

Faça um plano de estudos. Na minha escola, você pode ir na sala da orientadora, mas se não tiver ninguém pra te ajudar na sua, pesquise na Internet (ou espere o post  da semana que vem *risos*). Baixe apps, peça ajuda às pessoas que você conhece. Desafie seus amigos pra todo mundo se organizar. Quem procrastinar, paga um mikshake do Bob’s pra cada (dependendo de quantos amigos você tenha, fica caro.)

15 dicas pra você se organizar, seja nos estudos, no trabalho ou na vida mesmo. Fonte: Google.

Se esse post te deu uma ajudinha e/ou se você gostou, curta e compartilhe para ele ajudar mais ser humaninhos. Como você se organiza? 

 *Imagem do StockSnap.io

Continue Reading